Policia Civil faz busca e apreenção na prefeitura de Barão de Cocais

0
406 views

A PC investiga irregularidades em contrato de mais de R$ 12 milhões, cumpre mandado de busca e apreenção sendo apreendidos notebook, equipamentos de informatica e celulares dos investigados

A Polícia Civil de Minas Gerais, por meio da Delegacia Regional de Itabira, deflagrou, nesta data (09/08/23), operação policial na cidade de Barão de Cocais visando apurar irregularidades em processo licitatório da Prefeitura Municipal executado no ano de 2021.

Durante cumprimento de seis mandados de busca e apreensão, foram apreendidos aparelhos celulares, notebooks, pen drives, HD externo e demais equipamentos que possam conter informações acerca dos fatos investigados.

O fato investigado diz respeito ao processo licitatório n. 065/2021 – pregão eletrônico n. 033/2021, cujo objeto consiste em: organizações de eventos em todas as suas especificações, incluindo desde prestações de serviços básicos, como serviços gerais, passando por hospedagem, coquetéis, bufês, refeições, sonorização, carro de som, equipamentos para transmissão, arquibancadas, banheiros químicos, projetos cenográficos, decoração, serviço de sinalização de trânsito, filmagem, contratação de atração artística, teatros, cinemas, dentre outros.

Equipamentos de informática e celulares serão periciados.                       Foto: DRPCO contrato administrativo foi celebrado entre o Município de Barão de Cocais e a Locaflex Serviços Eireli, no valor estimado de R$12.269.999,80. O gerente do contrato era o então Sec. Mun. Cultura, e o Fiscal do contrato o então Sec. Adjunto Cultura, ambos alvos dos MBA´s.

Além destes, também foram alvos de MBA empresários da cidade.

Irregularidades foram apuradas em vários empenhos e pagamentos desde o ano de 2021 até o ano de 2022, quando houve a exoneração do secretário titular do secretário adjunto de cultura.

Tão logo seja concluída a análise dos equipamentos e documentos apreendidos, a investigação será concluída e remetida à Justiça para o prosseguimento da persecução criminal.