Vale abre cerca de 500 vagas para PFP em Minas Gerais

0
720 views

Oferecendo qualificação em funções operacionais e técnicas da empresa, programa impulsiona a inclusão de mulheres na mineração, são mil vagas no total

 

Estão abertas de 28 de março a 14 de abril as inscrições para o Programa de Formação Profissional da Vale (PFP). São cerca de mil vagas distribuídas em quatro estados: Minas Gerais, Espírito Santo, Maranhão e Pará. Aproximadamente 500 vagas são para Minas Gerais, nos municípios de Mariana, Itabirito, Itabira, Governador Valadares, Ipatinga, Ouro Branco, Nova Era e São Gonçalo do Rio Abaixo.

O PFP oferece qualificação profissional para o desempenho de funções operacionais e técnicas em diversas áreas de negócio da empresa e é uma iniciativa que busca aumentar a oferta de mão de obra qualificada nas regiões onde a Vale atua, contribuindo para o desenvolvimento das comunidades. As pessoas interessadas em se candidatar ao processo devem se inscrever pelo site www.vale.com/pfp.

O programa é realizado em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e para participar é preciso ter a partir de 18 anos de idade e formação completa no Ensino Médio Regular ou em Cursos Técnicos de Ensino Médio, de acordo com a vaga. A aprendizagem teórica dura de quatro a seis meses e a prática ocorre em até nove meses, nas instalações da Vale.

Mira Noronha, gerente global de Atração de Talentos na empresa, destaca que o PFP é um dos programas porta de entrada da Vale e vem alcançando resultados significativos na preparação de profissionais para o mercado de trabalho. “Oferecemos a oportunidade de conhecer as nossas operações e o dia a dia da empresa. Temos um ambiente que valoriza a diversidade e que está em constante evolução. Além da aprendizagem baseada nos processos produtivos da Vale, o PFP também oferece o início de uma carreira com atuação responsável, buscando o desenvolvimento local e a sustentabilidade”, afirma.

Fernanda Cristina Ferreira, de 38 anos, passou no último processo seletivo do Programa de Formação Profissional, para atuar em Itabira. Ela já tinha feito um curso técnico de mineração, entre 2008 e 2010, e desde então sonhava em trabalhar na Vale. “Participava de todos os processos, meus amigos me incentivavam e falavam para não desistir. Quando eu soube desse programa, abracei a oportunidade. Eu dava pulos de alegria a cada etapa que ia passando. Demorei praticamente 14 anos para conseguir realizar esse sonho, mas acredito que a oportunidade veio no momento certo”, comemora.

No início da formação teórica, realizada em parceria com o Senai, Fernanda descobriu que estava grávida. “Fiquei com medo de perder a oportunidade, mas aos poucos fui ouvindo a Vale falar sobre diversidade e sobre as mulheres na empresa, aí tomei coragem para contar e fui muito bem acolhida. Meu gestor me apoiou, conseguiu marcar para que eu visitasse a operação antes de o bebê nascer. Fiquei ainda mais motivada para, depois da licença maternidade, retornar para a parte prática”, conta Fernanda.

Para as pessoas interessadas em participar do processo para o Programa de Formação Profissional, Fernanda dá uma dica: acreditar e não desistir. “No início assusta, é desafiador voltar a estudar e se adaptar, mas os instrutores têm muito conhecimento para passar. É uma experiência incrível, que mostra, principalmente para nós mulheres, que a vida não é só ficar na beirada do fogão e cuidar da casa, e que não é só dos 18 aos 25 anos que podemos estudar. Independentemente da idade, nós temos capacidade, basta querer”.

 

 

 

Processo seletivo e pré-requisitos
O processo seletivo será online, dividido em várias etapas e ocorrerá entre os meses de abril e julho. As etapas incluem inscrições, avaliações de conhecimento, entrevistas com gestores (as) da Vale e exames médicos. A previsão é de que o início da formação aconteça a partir de julho. O calendário do processo está disponível em www.vale.com/pfp

Benefícios
As pessoas selecionadas receberão remuneração mensal de até R$ 1.937,31 para o cargo Trainee Operacional. Terão direito também à assistência médica, seguro de vida, reembolso creche e pré-escola, benefícios de atividade física (Gympass), acesso ao Apoiar – programa de assistência ao empregado que dá suporte jurídico, financeiro e psicológico, vale-refeição ou refeitório no local de atuação (quando aplicável) e vale-alimentação, vale-transporte (quando aplicável) ou transporte no local de atuação, cesta de Natal, dentre outros.

A Vale em Minas Gerais
Quem tiver interesse em conhecer a atuação econômica, social e ambiental da empresa no estado pode acessar a mais recente edição do Balanço Vale+ em: https://vale.com/pt/minas-gerais.