Senador Rodrigo Pacheco assegura R$ 750 mil para a saúde pública de cidades da região Central de Minas

0
42 views

O presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (Democratas-MG), já garantiu a liberação de R$ 750 mil para a manutenção de unidades básicas de saúde (UBSs) em municípios da região Central de Minas Gerais. Rodrigo Pacheco classificou o repasse como essencial para fortalecer medidas de enfrentamento à pandemia da Covid-19 e também para assegurar a continuidade de ações de atendimento básico à saúde.

A primeira liberação de valores pelo governo federal indicado pelo senador mineiro, por meio de emenda parlamentar individual no Orçamento da União deste ano, aconteceu no dia 31 de agosto. A quantia total foi dividida entre quatro prefeituras. Para Lagoa Santa, que é referência na saúde para cidades da região, foram destinados R$ 200 mil. Já os municípios de Itabirito, Itaguara e Morro do Pilar receberam, cada um, R$ 100 mil.

No dia 6 de setembro foi liberado mais R$250 mil que foram destinados a aplicação nas UBS de mais duas cidades da região Central do estado. Dionísio foi contemplada com o valor de R$ 150 mil, a cidade de Felício dos Santos recebeu R$ 100 mil.

Com os recursos, as gestões municipais vão assegurar a continuidade de ações de atendimento básico à saúde nas unidades de saúde, na compra de medicamentos e de insumos, e também na divulgação de informações à população.

Para Rodrigo Pacheco, a verba é essencial para intensificar as medidas de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

O presidente do Senado ressaltou que vai continuar trabalhando, em Brasília, para que as prefeituras mineiras tenham condições de atender às principais demandas dos moradores. “Mesmo antes da atual crise sanitária, a busca de recursos para investimentos na área da saúde sempre foi um compromisso do nosso mandato. E essa verba para as cidades vai proporcionar não somente o fortalecimento de ações para o combate à Covid-19, neste momento, mas também investimento em ações permanentes de um momento pós-pandemia, que eu espero que chegue logo”, declarou.