Coronavírus MG: governo estima 3.000 casos e 200 mortes no pico da pandemia

0
91 views
Comércio informal retornar as ruas da região do centro de Belo Horizonte, mesmo em período de quarentena do coronavírus
Comércio informal retornar as ruas da região do centro de Belo Horizonte, mesmo em período de quarentena do coronavírus
Comércio informal retornar as ruas da região do centro de Belo Horizonte, mesmo em período de quarentena do coronavírus
Comércio informal retornar as ruas da região do centro de Belo Horizonte, mesmo em período de quarentena do coronavírus. Foto: Alex de Jesus / O Tempo

O subsecretário de Vigilância em Saúde de Minas Gerais, Dario Brock Ramalho, afirmou que os casos de Covid-19 em Minas Gerais devem chegar a 3.000 contaminações e de 200 a 220 mortes no pico da epidemia do Estado, atualmente previsto para o dia 6 de junho.

Minas registra, até esta terça-feira (5), 2.452 confirmações de infecção pelo coronavírus e 94 mortes, além de outras 94 em investigação. Ramalho e o secretário da Saúde, Carlos Eduardo Amaral, lembraram que a estimativa sobre o pico pode variar conforme a adesão popular ao isolamento social.

O isolamento tem diminuído, enquanto a mobilidade aumenta no Estado, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES). A pasta reforça que o distanciamento precisa ser mantido, inclusive, no Dia das Mães, no próximo domingo (10). Ainda conforme mostra a secretaria, a taxa de ocupação de leitos no Estado com casos confirmados ou suspeitos de Covid-19 é de 5%.

Fonte: OTempo